Presidente do ICI é eleito ‘Jovem Empreendedor’

14 de Setembro de 2021

O presidente do Instituto Cultural Ingá (ICI), George Coelho, foi eleito o ganhador do prêmio Jovem Empreendedor. A eleição ocorreu depois de dois anos da última edição do prêmio concedido pela Associação Comercial e Empresarial de Maringá (ACIM) e Copejem, que é o conselho de jovens empresários e executivos da ACIM.

Uma comissão julgadora escolheu Coelho, que atende os critérios de ser empresário de Maringá e ter até 40 anos, entre os nomes indicados por 12 entidades na primeira fase do processo.

George Coelho é graduado em Fisioterapia e está cursando Direito. Depois de trabalhar seis anos em uma empresa multinacional, tendo também atuado como perito judicial e assistente em perícias trabalhistas, abriu, aos 22 anos, a primeira empresa, que em 2010 passou a se chamar Labore Saúde Ocupacional. Gerando 85 empregos diretos, a Labore abriu a primeira unidade fora de Maringá em 2018 e hoje conta com quatro unidades.

Outras quatro deverão ser abertas nos próximos dois anos, o que permitirá à empresa continuar dobrando o faturamento anualmente. A Labore já ganhou o prêmio MPE Brasil 2013 etapa estadual, foi finalista do prêmio MPE Brasil 2014 etapa nacional e do Prêmio de Qualidade e Produtividade PprQG. Já venceu o prêmio ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), da ONU, além de ser certificada pela GPTW como uma das melhores empresas para trabalhar, ter selo ISO 9001 e adotar programas de compliance e de proteção de dados.

Coelho também é acionista de uma empresa na área de TI e do Maringá Futebol Clube, além de se dedicar ao associativismo há muitos anos. É presidente também do Conselho Municipal do Trabalho, e já presidiu a Associação Brasileira de Recursos Humanos Regional Noroeste (ABRH Noroeste) por duas gestões.

“Ganhar o prêmio é uma mistura de três sentimentos: primeiro a surpresa por ter sido escolhido, depois gratidão e felicidade”, comentou.

Com assessoria

Você também pode gostar

Sonhos de cinco modelos LGBTQIA+ inspiram exposição fotográfica
Começou segunda-feira (18), no CAC – Centro de Ação Cultural, a exposição “Sonhante”, que reúne 25 imagens feitas pela fotógrafa Esther Hall. Cinco modelos LGBTQIA+ foram convidadas para participar, abordando a temática do sonho em seus dois sentidos: o sonho que s...
Renúncia Fiscal: Como sua empresa pode se tornar Amiga da Cultura?
Por meio da Lei de Incentivo à Cultura – Lei Federal nº 8.313/91, empresários podem contribuir com o desenvolvimento sociocultural e econômico da sua cidade, apoiando os projetos culturais, dos mais diversos segmentos, aprovados pela Secretaria Especial da Cultura do Minis...
Renúncia fiscal: investimento direto na Cultura e na economia local
Por meio da renúncia fiscal, a empresa que se enquadra no Lucro Real, pode abater até 4% do Imposto de Renda devido ao governo e direcionar esse percentual diretamente a projetos culturais locais. É a Lei de Incentivo à Cultura – Lei Federal nº 8.313/91. Com isso, parte ...