Ancine anuncia edital do FSA para Novos Realizadores

25 de Janeiro de 2022

A Diretoria Colegiada da ANCINE aprovou o lançamento de novo edital voltado a produtoras e realizadores iniciantes, no valor de R$ 35 milhões. Acesse aqui o edital de Novos Realizadores

O objetivo é investir em obras audiovisuais que favoreçam a inserção de novos agentes no mercado, fortalecendo também a produção audiovisual regional e ampliando a participação do filme nacional nas salas de cinema.

edital para Novos Realizadores, publicado na terça-feira, dia 25, terá inscrições abertas entre 14 de março e 13 de maio de 2022. São elegíveis projetos de longa-metragem de ficção, documentário ou animação em qualquer etapa de produção, e cujo diretor tenha até uma obra de longa-metragem lançada comercialmente. As proponentes devem estar classificadas na ANCINE como produtora brasileira independente de nível 1 (um) ou 2 (dois), na data de publicação do edital. Será permitido o investimento de, no máximo, R$ 2 milhões em cada projeto.

No mínimo 40% dos recursos disponíveis serão para produtoras independentes das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, e no mínimo 20% para produtoras da região Sul ou dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

A decisão de investimento será realizada por uma comissão de seleção, composta dentre servidores da ANCINE e especialistas do setor audiovisual.

Este é o segundo edital do Plano de Ação do Novo FSA, anunciado em dezembro de 2021, no valor total de R$ 651,2 milhões. O primeiro deles, com inscrições abertas a partir de 31 de janeiro, se destina à complementação do orçamento de produção de projetos de longas-metragens, com investimentos de R$ 111,6 milhões.

Fonte: Ancine

Você também pode gostar

Profice abre prazo para inscrições de projetos artísticos e culturais
A 4ª edição Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura (Profice) está com inscrições abertas. Na modalidade incentivo fiscal, o programa da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura, por meio da Superintendência-Geral da Cultura, te...
Documentário “O Silêncio das Rosas” deve ser lançado em junho
O documentário “O Silêncio das Rosas” trata sobre violência doméstica e feminicidio. É um projeto financiado pela Lei Federal de Incentivo à Cultura com fomento do Instituto Cultural Ingá (ICI).O filme, inteiramente filmado em Maringá, traz 21 entrevistas. Entre os e...
Renúncia fiscal é uma forma inteligente e sustentável de investir na cultura local
Uma empresa enquadrada no Lucro Real pode abater até 4% do Imposto de Renda devido para investir em projetos artísticos e culturais. É o processo de renúncia fiscal.  Por meio da Lei Nacional de Incentivo à Cultura – Lei Federal nº 8.313/91, empresários podem contr...