ICI 10 anos: projetos apoiados alcançam quase 100 mil pessoas por ano

11 de Maio de 2021

O Instituto Cultural Ingá (ICI) é uma agência de fomento e incentivo às Artes e à Cultura por meio da Lei Nacional de Incentivo à Cultura, com apoio na captação de recursos, suporte e consultoria às empresas e aos produtores culturais. A entidade completa 10 anos de fundação em 2021. Desde o início, já foram mais de 130 projetos apoiados em Maringá e região, nos mais variados segmentos.

O alcance de público desses projetos é grande e de forte impacto nos pilares da sociedade. Desde o público assistido pelos projetos, no caso das ações de continuidade e formação, até o os expectadores que assistem à realização espetáculos. Anualmente, segundo estimativa do ICI, esse alcance soma quase 100 mil pessoas anualmente

PROJETOS

A Paixão de Cristo de Maringá é o projeto que mais atrai público na cidade. Além de envolver cerca de 300 pessoas em palco, são em média 50 mil pessoas reunidas na Praça da Catedral para acompanhar as duas noites de apresentações. É uma das maiores do Brasil.

O Auto de Natal estreou em 2013, e também foi um sucesso de público. Em 45 dias de exposição, 70 mil pessoas visitaram o presépio. Tanto a Paixão de Cristo quanto o Auto de Natal são executados pela Associação Cultural Lirius.

O Som da Banda, administrado pela Associação Cultural Banda de Música Branca da Mota Fernandes, estima um alcance de público de 15 mil pessoas, considerando os shows em locais abertos e espaços fechados, como teatros, bem como seus alunos

No caso do Ecos do Ingá, promovido pelo Cottonet Club, projeto que é realizado gratuitamente ao ar livre dando livre acesso às pessoas, o público gira em torno de 5 mil espectadores.

Além disso, projetos de continuidade como o Circo Social de Sarandi, já atendeu cerca de 200 crianças.

PANDEMIA

A pandemia com certeza impediu que esses projetos fossem realizados e alcançassem essa quantidade de público presencialmente. Mas trouxe a possibilidade de realização virtual de algumas dessas apresentações, alcançando centenas de pessoas, sem limite de espaço e tempo.

“A cultura e a arte sofreram e estão sofrendo as restrições da pandemia. E a sociedade com certeza é muito impactada sem ter acesso a esses conteúdos extraordinários que são realizados em Maringá. Mas muitos conseguiram encontrar alternativas e temos convicção que em breve voltaremos a reunir público, com toda a consciência e segurança, para apreciação dessas apresentações”, disse o presidente do ICI, George Coelho. 


Imagem: Arquivo/PMM/Antes da pandemia

Você também pode gostar

42º Femucic abre inscrições
O mundo mudou e o Femucic – Mostra de Música Cidade Canção mostra sua resiliência ao migrar do palco para a internet. Realizada pelo Sesc PR e pela Prefeitura de Maringá, com o apoio da RPC, a 42ª edição do evento será realizada entre os dias 23 e 28 de agosto num for...
Documentário do Maringá Histórica mostra identidade visual
O primeiro grande documentário produzido pelo Maringá Histórica acaba de divulgar sua identidade visual, criada pelo artista Thomas Cosin.  "A descoberta do Eldorado: formação e consolidação política de Maringá (1947 a 1988)" vai retratar histórias dos bastidores ...
Festival de Ilustração começa com ações online e exposição presencial
A primeira edição do Festival de Ilustração de Maringá (Fima) começa nesta segunda-feira (21) e segue até dia 26. A programação que estará disponível ao público em geral é composta por palestras, demonstração de processo criativo e exposições online e presencial...